Como Declarar Imposto de Renda

Como Declarar Imposto de Renda
Se você por acaso ainda não realizou a sua declaração de imposto de renda deste ano, é importante ficar de olho vivo, já que o prazo já passou e você irá ainda pagar multa quanto a declaração, este prazo foi dos dias 1º de março a 30 de abril. Se por acaso você quer saber como realizar este processo de declaração sem que tenha transtornos, veja a seguir algumas dicas de consultores financeiros para não errar na hora da declaração, e saiba como declarar imposto de renda.

Que necessita declarar o imposto de Renda
Todas as pessoas que forem contribuintes e que tiverem o recebimento de rendimentos considerados tributáveis sobre um calculo imposto de renda que resultem em valores superiores de R$ 24.556,65 durante o exercício de 2012. Além disso todos os contribuintes que tiveram rendimentos que fossem considerados isentos e não tributáveis ou também tributáveis na fonte com valores acima de R$ 40 mil precisam realizar a declaração, desta forma também as pessoas que adquiriram bens e diretos com valores que fossem superiores aos de 300 mil também se enquadram no grupo de quem declara imposto de renda.

É obrigatório todas as pessoas realizarem a declaração?
Para as pessoas que não se encaixam em todas as regras da obrigatoriedade não necessitam declarar o imposto de renda pessoa fisica, apesar disto poderão fazer se quiser. Existem casos onde as pessoas não são obrigadas porém tiveram um imposto sobre a renda retido no ano de 2012 e tem direito a receber uma restituição. É necessário com isto realizar a apresentação de declaração para que possa a receber.

Como realizar o processo de declaração
Diversos especialistas afirmam que antes de se realizar a declaração, as pessoas precisam fazer o download de um programa de preenchimento e também entrega da declaração junto a receita Federal.

É importante neste sentido que os usuários para poderem agilizar o processo de declaração de imposto de renda possam ter em mãos todos os seus documentos. É importante se reunir tudo durante o ano inteiro, seguindo categorias, facilitando assim o trabalho. Veja que tipos de documentos devem ser guardados e separados a seguir:

  • Os recibos de venda e compra de carros se tiverem ocorrido no ano de 2012.
  • Documentos realizados de compra ou venda de imóvel, caso este tenha acontecido no ano de 2012.
  • O controle de aluguéis recebidos e também dados a imóveis alugados.
  • Os recibos de despesas médicas existentes.
  • Os comprovantes de pagamento de planos de saúde.
  • Documentos referentes a rescisão de contrato de trabalho caso você tenha saído de seu emprego e tenha recebido valores tributáveis superiores, entre outros documentos.

O que acontece quando a pessoa perde este prazo
Caso o usuário perder este prazo e não declarar o imposto de renda ficará sujeito a uma multa equivalente a 1% ao mês de todo o valor declarado, esta multa é calculada exclusivamente sobre o total do imposto que for devido. Ela conta a partir do dia seguinte do vencimento de entrega, onde o valor fica de no mínimo R$ 165,74 podendo chegar até 20% do imposto que deverá ser pago e o usuário ainda deverá consultar a tabela do imposto de renda.

É importante lembrar que os contribuintes que não tiverem impostos ou tiverem direito a restituição e também não respeitarem este prazo estipulado devem pagar multa, onde será cobrado o valor de R$ 165,74 caso exista um saldo a restituir, este que deverá ser pago com um desconto de multa.

Para quem não puder pagar, o que é possível fazer?
Se o contribuinte não tiver dinheiro em espécie para pagar ou comprovante de renda, ele irá precisar acertar todas as contas com o Fisco. O pagamento é facilitado, existe a cota única que vence no dia 30 de abril e também as alternativas de se parcelar os valores totais em oito vezes iguais, apesar disto este valor existente não deverá ser menor do que R$ 50 mensais.

Mesmo assim se não for possível se pagar os impostos é importante que o contribuinte fique ciente de que irá pagar multa e juros, além de ficar com uma situação pendente juntamente a Receita Federal que poderá solicitar esta declaração através da tabela irrf.

A declaração é realizada somente na internet?
A declaração deverá ser realizada no computador, através de um programa da Receita que é baixado para a máquina, quem não tiver o acesso á internet em casa poderá ainda comparecer nas agências do Banco do Brasil ou da Caixa para realizar o preenchimento dos documentos, respeitando a tabela ir.

Algumas dicas são importantes para fazer a declaração
Primeiramente é preciso respeitar o prazo, e é importante também se baixar o programa para gerar a declaração, desta forma não terá congestionamento no sistema para o baixar já que milhões de pessoas realizam os processos de declaração.

Outro ponto bastante importante é que os contribuintes deverão o mais rápido possível realizar as declarações, e o quanto antes esta declaração for preenchida são menores as chances de se ter erros e também acontecer atrasos no seu envio. As declarações normalmente são analisadas por ordem de entrega, ou seja quanto antes entregar mais cedo deverá ter uma restituição.

Para os contribuintes que tiverem idade superior a 60 anos devem ficar incluídos nos primeiros lotes e poderão até mesmo ganhar prioridade como os portadores de doenças graves.

Ao restante dos contribuintes o pagamento deverá ser realizado primeiro para quem realizou a declaração via internet, preferencialmente no começo do prazo. A seguir poderão ficar as declarações que foram entregues escritas nas agências bancárias, por este motivo é importante que se tenha a consciência de uma necessidade para priorizar toda a saúde financeira através de um planejamento para que aconteça as declarações e a restituição corretamente.

O objetivo principal da declaração é realizar a apuração se o contribuinte pagou mais do que devia para a Receita Federal ou ainda se ele deve algum tipo de dinheiro ao Leão. Isto deverá acontecer quando existirem rendimentos que talvez tenham passado despercebidos e não tenham sofrido as devidas tributações ao longo dos anos.

É importante que se tenha a idéia de todos os gastos e despesas dedutíveis, o que podem ser descontados da renda tributável diminuindo assim o bolo onde se incidirá os valores de imposto de renda, ou mesmo a contribuição de INSS e a doação de fundos tem uma considerável diminuição na declaração de irpf 2013.